blog do mundo mult

Você sabe como a telemedicina revolucionou a saúde no Brasil?

23/03/2021

A tecnologia está cada vez mais presente em nossas vidas. Seja no trabalho, nos momentos de lazer ou na área da saúde, o mundo digital ganhou destaque. Assim, com inovação e modernização, estamos conhecendo novos métodos de lidar com o outro. Na Medicina, o atendimento a distância, por exemplo, está se tornando indispensável – principalmente se considerarmos o cenário da pandemia do novo coronavírus. Foi nele que vimos em primeiro plano a revolução da telemedicina.

E você, já usou a telemedicina? Sabe o que significa o serviço e como ele está transformando o cuidado com a nossa saúde? Com base nessas perguntas, iniciamos nossa conversa de hoje. Boa leitura!

 

Definição de telemedicina

“Tele” é uma palavra grega que significa “distância”. Na Medicina, portanto, o termo remete a toda prática ou atendimento realizado sem o encontro presencial entre profissional e paciente. E isso vale para qualquer meio de comunicação. Na década de 1950, alguns hospitais usavam televisões para alcançar pessoas em lugares remotos. Depois, a relação passou para os telefones fixos. Em seguida, para os celulares e, finalmente, com a internet, ganhou formatos adaptáveis a diversas telas.

Como apoio ao suporte tradicional ou como ponto de partida do atendimento, o aprimoramento dos recursos tecnológicos foi essencial para que a telemedicina facilitasse, hoje, o cuidado com o próximo. A ideia é sempre aprimorar a medicina – o que foi valioso com o avanço do coronavírus e o necessário isolamento social. A modalidade passou a ser utilizada para orientação e, sobretudo, para monitoramento das pessoas infectadas pela Covid-19.

 

Revolução no Brasil

A telemedicina chegou ao Brasil em 1985. A pioneira no formato foi a Universidade de São Paulo, que o apresentou na disciplina de Informática Médica. Naquela época, pouco se sabia sobre a revolução digital. Logo, nem professores nem alunos imaginavam o potencial daquilo que estava sendo apresentado. Só em 2002 a discussão ganhou o país com a fundação do Conselho Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde.

Hoje, a prática a distância ajuda na quebra de barreiras e já é regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina, o CFM. De forma remota, está sendo viável levar médicos a regiões de difícil acesso presencial. E o melhor: com agilidade para ajudar aqueles que precisam. Como resultado da maior procura pelo serviço durante a pandemia, é possível que as pesquisas e o investimento na área cresçam ainda mais para favorecer a população e os profissionais.

 

Os principais benefícios

Além de encurtar distâncias, a telemedicina apresenta vantagens como:

  • Ampliação do contato entre médico e paciente;
  • Diminuição de deslocamento de pacientes aos grandes centros urbanos em busca de atendimento;
  • Melhoria na qualidade dos laudos;
  • Mais agilidade no tempo de resposta;
  • Aprimoramento na troca de informações entre especialidades;
  • Segurança e sigilo de dados;
  • Redução de custos.

 

O selo MultSaúde de telemedicina

Na MultSaúde, a telemedicina já é parte da rotina. Com um plano de vida que cuida de você a cada momento, não poderia faltar esse apoio, certo? Por isso, nosso selo da modalidade inclui orientação de saúde pelo telefone, 24h por dia e sete dias por semana. E não para por aí: disponibilizamos acompanhamento e reavaliação. Tudo isso com o aplicativo saúde para ter o que precisa na palma da mão.

No Mundo Mult, facilitar sua vida e proporcionar felicidade é um compromisso. Quer saber mais sobre nossos planos e selos? Clique aqui.

                     

Leia também